Viagens no Tempo?

Eis um dos maiores mistérios do universo. No forum do “Instituto Viagem no Tempo“, uma postagem sobre viagem no tempo usando uma máquina foi criada por um tal de TimeTravel_0 (Viajante Zero) no ano 2000.
 
Até então, o nome John Titor não havia aparecido e os comentários não haviam fugido do normal. Ele ainda explicava como a máquina funcionava declarando ser um viajante do tempo, vindo do futuro e começando a dar gradativamente informações de seu tempo.
 
 
 
Pelo que disse, veio de 2036, de Tampa na Flórida, e era um soldado americano com uma missão especial. Supostamente foi enviado a 1975 para recuperar um computador IBM 5100, que seria utilizado para recuperar diversos programas antigos e códigos específicos em 2036, sendo que um deles seria o UNIX que estava fadado a ser abandonado em 2038.
 
Ele ainda contou que encontrou seu avô em 1975, que era um dos construtores do IBM 5100. Depois resolveu viajar para 2000 para ver como era a geração que “teve tudo”, como ele mesmo disse, e para pegar algumas fotos antigas perdidas.
 
Disse ainda que ficou uns meses tentando alertar as pessoas de uma eminente propagação da doença chamada Creutzfeldt-Jakob, que vem da carne bovina (uma variação da vaca louca) e da nova guerra civil americana. Comentou que tinha muito interesse em OVNIs e que os mistérios não haviam sido solucionados ainda em sua época, mas que acreditava que eles possuíam uma tecnologia de viagem no tempo muito melhor que a dele.
 
Chegou a comentar de eventos mais atuais também, como: “A importante descoberta que permitirá a tecnologia de viagem no tempo ocorrerá em cerca de um ano [2001], quando o CERN ativar sua maior instalação”.
 
Quando questionado sobre a máquina do tempo, Titor descreveu a detalhadamente e publicou fotos da máquina em si e de uma espécie de manual.
 

 
O nome John Titor apareceu também em janeiro de 2001, quando começou a postar no fórum BBS Art Bell, que obrigava os participantes a se identificarem ou darem um pseudônimo. Ele avisou que voltaria à sua época e as postagens cessaram. Tempos depois, alguns tópicos acabaram corrompidos, mas graças a outros usuários que tinham tudo salvo em seus computadores, os tópicos foram recuperados e publicados em toda a rede a partir de 2003.
  
Após cerca de quatro meses debatendo, Titor avisou que aquele seria seu último dia naquele ano – e não realizou outra postagem desde então.
 
Após o sumiço, quem manteve contato com o viajante procurou informações sobre um “John Titor” ou uma família com tal sobrenome. Um ou outro registro foi encontrado, mas nada que levasse a uma conclusão sobre quem era o sujeito. Além disso, ninguém foi capaz de rastrear o IP ou localizar as postagens na época.
 
Mas nem por isso a febre John Titor passou: sites especializados e cheios de conteúdo em inglês surgiram para compilar as informações passadas pelo viajante e analisar suas falas, como o John Titor Times, o John Titor’s Story e o Anomalies (que tem todas as postagens na íntegra).
 
 O que mais intriga nessa história toda é que Titor jamais tentou convencer alguém de que realmente era do futuro. Apenas respondia perguntas sobre a viagem e fazia algumas também. Ainda postou fotos e manuais extremamente detalhados sobre a máquina, o que gera discussões infinitas entre físicos quânticos e astrofísicos acerca de uma tecnologia “certa”, que seja capaz de permitir a produção dessa máquina.
 
 
Também postou uma foto do símbolo da equipe de viajantes do tempo. Chegou a falar sobre eventos futuros como em 2015, onde bombas nucleares dizimariam grande parte da população mundial, a mutação da vaca louca em 2036 e a descoberta do CERN em 2007 que proporcionaria as viagens no tempo.
 
Os céticos apontam para fatos e datas que não condizem com o que Titor disse. Também de que o CERN nunca publicou nenhuma descoberta fascinante demais para promover viagens no tempo ( ou pelo menos, que a população saiba ). As más línguas confirmam que a IBM deu falta de uma de suas unidades 5100 guardada como relíquia.
Porém, John alerta que alguns eventos descritos por ele podem não acontecer. Essa concepção clássica da ciência diz que, ao viajar para o passado e alertar a humanidade, Titor criou duas linhas do tempo, sendo uma delas a original (vivida por Titor) e a outra paralela (criada após a viagem no tempo). O conhecimento avançado sobre o assunto indica que, se ele era uma fraude, ao menos sabia do que estava falando.
 
Há ainda quem diga que uma guerra civil americana começou há muito tempo, entre traficantes, banqueiros e o restante da população e que a mídia não expôs isso ao mundo. Os que acreditam ainda falam que os esquemas da máquina e o desenho do símbolo são muito bem feitos para serem falsos.
 
 
 
Obviamente John Titor era um pseudônimo para que ele nunca fosse capturado ou interceptado. Ele também jamais publicou uma foto de si próprio. Se é verdade ou mito, nós iremos descobrir em 2015 com a guerra nuclear que deve matar em torno de 3 bilhões de pessoas, segundo ele.
 
 O interessante é que Einstein afirmou que viagens no tempo seriam possíveis e que há outros relatos sobre este assunto, como o caso de Andrew Carlssin ( foto acima ) em Nova Iorque, um acionista de Wall Street bastante sortudo que foi preso e que declarou ser viajante do tempo. Ele se recusou terminantemente a revelar a localização de sua “nave temporal”, com medo de que tal tecnologia caísse em mãos erradas. Mas revelou fatos históricos como a cura da AIDS e o esconderijo de Osama Bin Laden.
 
Numa confissão de 4 horas, ele revelou ainda que era do ano de 2256 e que seu conhecimento sobre o passado lhe permitiu gerar uma fortuna (com um investimento de $800,00 ele conseguiu, em apenas 14 dias, a invejável soma de $350.000.000,00 – algo considerado praticamente impossível! Ele apostava em papéis e títulos financeiros), aplicando em áreas que nem mesmo se tinha noção de que dariam lucro e sem erros ou prejuízos. “Era tentador demais para resistir” – afirmou ele.
 
Agentes do governo americano alegaram que ele tinha obtido informações internas e que isso era ilegal.
 
Também declararam que ele estava tendo alucinações e não acreditavam na história dele. O interessante é que os agentes FBI ainda não encontraram nenhum registro existente sobre qualquer Andrew Carlssin. “É como se ele não tivesse nascido ainda!”, declarou um perplexo agente.
 
Fontes:
http://umadblog.blogspot.com.br/2012/05/madbizarrice-john-titor-e-viagem-no.html
http://www.tecmundo.com.br/internet/16930-john-titor-o-viajante-do-tempo.htm
http://www.dominiosfantasticos.xpg.com.br/id713.htm
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s